PEQUENAS HISTORIAS





domingo, novembro 2

UMA DEMISSÃO ESPERADA




- “Três meses de manifestações, cartazes e agitação, três meses quase sem ir jantar a casa e o ministro agora demite-se por causa de um escândalo de saias..." - o homem puxou longamente pelo cigarro num gesto de incompreensão.
- " O importante é que estamos livre deste. Pode ser que agora as coisas melhorem”. José Carlos, procurava animar o amigo:
- “Vão nomear outro e tudo leva a crer que ele vai pensar duas vezes antes de avançar com a ideia de despedir 600 trabalhadores".
- "Mas já pensaste que há um asssunto importante para o país e as coisas acabam por ser decididas só porque um jornal faz uma manchete escandalosa? Quer dizer: está tudo louco".
José Carlos concordou com a observação. Pela cabeça passaram então os acontecimentos da última semana que o amigo desconhecia: a descoberta de que a irmã da sua mulher era amiga de adolescência da secretária do ministro; os boatos que lhe chegaram aos ouvidos; o interesse pessoal pelo caso; a tentativa frustrada de convencer um jornalista a investigar o assunto; a decisão de meter mãos à obra, por conta própria; as noitadas passadas a caçar o homem e a apanhá-lo fotograficamente; a demanda de um outro jornal que não hesitasse em editar a história; o ambiente asqueroso dessa redacção, verdadeira fábrica de sexo e escândalos; a aceitação de um pagamento para ninguém fazer perguntas sobre a sua motivação pessoal; enfim, a sexta-feira fatídica com o semanário nas bancas.

Os dois homens levantaram-se com intenção de sair do café.
- "Esta pago eu" - disse José Carlos.
Tirou uma nota ainda fresca e disse à empregada:
- “ Fique com o troco”.



Posted by Pequenas Histórias 17:17 ||













Licença Creative Commons
Sob a Licença de Creative Commons.